quarta-feira, 20 de outubro de 2010

[CINECLUBE FAC-UNB] Amanhã, sessões de estreia com filmes inéditos e diretores premiados!

Fazendo parte da semana dos calouros na UnB e também como projeto experimental para a criação do CINECLUBE DA FAC, traremos, dos dias 21 e 22 de outubro de 2010, sessões de filmes de cineastas cuja trajetória inclui a Faculdade de Comunicação da UnB. A sessão de quinta, além de apresentar a proposta do cineclube, que inclui esforço conjunto dos alunos e da Faculdade, será especial pela qualidade e ineditismo dos filmes.

Ratão, de Santiago Dellape, dá sequência à trajetória cult/pop/popular do diretor, que abocanhou o prêmio do público no Festival de Gramado de 2010. Será a primeira exibição deste filme em Brasília.

Thiago Moysés, diretor de caráter experimental e altamente idiossincrático, nos apresentará um preview, espécie de teste de audiência, de seu novo curta de animação, a ficção-científica Prólogo.

Pablo Gonçalo, professor e coordenador do curso de cinema do IESB, nos apresenta seu belo e poético curta Roteiro para minha morte, intimamente ligando questões de vida e morte ao universo digital.

Por fim, o professor da FAC e cineasta Mauro Giuntini marcará presença fazendo uma pequena apresentação de seu primeiro longa-metragem, Simples mortais, através de making of do filme, Fendas de concreto, dirigido por Melinda Bonfim.

Na sessão de sexta, veremos filmes das gerações atuais da FAC.

Programação CINECLUBE FAC na semana dos calouros: Sempre às 13h, no Auditório da FAC. Quinta, 21/10

Roteiro para minha morte, 2009, de Pablo Gonçalo. 14 min.

Nilo Kirilov pede um último encontro aos seus amigos.

Pablo Gonçalo é roteirista, diretor, crítico e professor de cinema. Atualmente coordena o curso de cinema e mídias digitais do IESB.

Ratão (Becoing Mahatma), 2010, de Santiago Dellape. 20 minutos.

Goma é um garoto que ajuda Tio a vender CDs piratas na Feira do Paraguai, em Brasília. Enquanto Tio busca a iluminação espiritual, Goma se envolve com a máfia japonesa que controla a Feira. Melhor Filme do Júri Popular no 38º Festival de Gramado Selecionado para a 34ª Mostra Internacional de Cinema de SP

Santiago Dellape é Graduado em Audiovisual e Jornalismo pela UnB. Dirigiu e escreveu 5 curtas de ficção, premiados em festivais como Gramado, Cine Vídeo, Festival de Brasília, Guarnicê, FAM, Imago (Portugal), entre outros. Filmografia: Nada Consta (2006), A Vingança da Bibliotecária (2005), Bem Vigiado (2007), Nada Consta 2 (2008).

Prólogo (Preview/teste de audiência), 2010, de Thiago Moysés, 16 min.

Em 2020 a força policial nacional foi privatizada e é controlada por uma grande corporação que enfrenta o aumento da criminalidade. É criada então uma divisão especial que investiga e executa sumariamente os criminosos poderosos usando universidade públicas como fachada.
Thiago Moyses é formado em Comunicação-Cinema pela UnB em 2004 dirigiu os curtas "Fobia" (2003) em 16mm, premiado no CineEsquemaNovo de Porto Alegre; "Espiral", que participou da mostra Rainbow GLBT de Juiz de Fora; "Vide O Galeno" (2006), "Centelha" (2009), além do longa "Sindrome de Pinocchio" (2009), que foi um dos dez longas indicados na prévia brasileira para o Oscar 2010.

Fendas no Concreto, making of de Simples Mortais, 2010, de Melina Bonfim e Mauro Giuntini, 20 min.

Enquanto perseguem sonhos que já não fazem mais sentido, Simples mortais negociam seus desejos. Pai e filho tentam compor a trilha sonora de suas vidas. Professor e musa rimam poesia com fantasia. Jornalista e ator são personagens dramáticos de uma peça bufa. Uma crônica do cotidiano bem-humorada onde o afeto é a única saída.

Mauro Giuntini nasceu em Brasília (1965). Mestre em Cinema e Vídeo pela School of The Art Institute of Chicago. Vídeo artista bastante ativo na década de 90 quando realizou repertório experimental e dirigiu comerciais para TV. Diretor dos premiados curtas ficionais O Perfumado (2002) e O Jardineiro do Tempo (2001) e do documentário sobre os sem-terra Por Longos Dias (1998). Professor de audiovisual da Universidade de Brasília. Simples Mortais (2007) é sua estréia em longa-metragem.

Sexta, 22/10:

Programação com filmes realizados pelas gerações atuais da FAC, com direito aos vencedores da mostra universitária FECUCA. Em breve, mais informações.

Um comentário:

  1. Olá! Adorei seu blog, muito criativo! Também tenho um blog e gostaria que vc desse uma olhada. O endereço é: http://www.criticaretro.blogspot.com/ Passe por lá! Lê ^_^

    ResponderExcluir

Não deixe de comentar!